A LTV uniu-se ao Spotify e o número de streams que cada música tiver na plataforma contará para a votação final do Supernova.


A Letónia continua a inovar no seu método de escolha para a Eurovisão. A LTV, emissora pública do país, anunciou que firmou um acordo com o Spotify para incluir o número de streams que cada música tiver na plataforma na votação final do Supernova. A Letónia torna-se assim o primeiro país a usar tal método.

O responsável pelo Supernova afirmou que "com o envolvimento do Spotify temos a oportunidade de chegar a novas audiências, e de incluir nos resultados o consumo real dos ouvintes". A Universal, editora discográfica, está também envolvida neste novo modelo.

A LTV anunciou ainda dois nomes para o júri internacional do Supernova: Matiass Millers, gestor de carreiras, e Joy Deb, um dos compositores de Heroes.

O uso do Spotify na televisão começou na Noruega. O programa The Stream, de caça-talentos, usa o Spotify para decidir que concorrentes são eliminados da competição. O formato já foi vendido para alguns países, incluindo os Estados Unidos da América.


Estreante em 2000, a Letónia participou por 17 ocasiões no Festival Eurovisão, tendo vencido o concurso de 2002: de realçar que o país apenas entrou nessa edição após a recusa de Portugal. Depois de seis edições fora da grande final, Justs e o tema Heartbeat conquistaram, em Estocolmo, o segundo apuramento consecutivo, ficando na 15.ª posição com 132 pontos.

Esta e outras notícias também no nosso Facebook. Visite já!
Fonte: eurovoix / Imagem e Vídeo: eurovision.tv

0 comentário(s):

Enviar um comentário

Temas em Destaque

 
Top