A Abadia de Westminster, em Londres, recebeu, na passada terça-feira, uma homenagem a Terry Wogan, assinalando o 50.º aniversário da sua primeira aparição na BBC.

Falecido a 31 de janeiro de 2016 (AQUI), Terry Wogan foi homenageado, na passada terça-feira, numa cerimónia celebrada na Abadia de Westminster, em Londres. O memorial aconteceu no dia em que se celebrou o 50.º aniversário da estreia do comentador irlandês na emissora britânica BBC, onde trabalhou até novembro de 2015, quando deixou o programa Children in Need por motivos de saúde, tendo falecido dois meses depois.

A cerimónia contou com a transmissão de várias imagens de arquivo da emissora britânica, tendo recebido uma especial autorização do decano de Westminster para a realização da mesma no histórico local londrino. Susan Hussey, dama de companhia da Rainha Isabel II, foi a representante da família real na cerimónia, que contou com centenas de convidados, como Ken Bruce, Chris Evans e Tess Daly.


Os filhos do comentador e apresentador, Katherine, Alan e Mark (na foto acima), foram os responsáveis por ler as orações na cerimónia, enquanto que Gloria Hunniford, colega de trabalho de Terry na década de 80, enalteceu a cerimónia "visto que o seu desaparecimento foi rápido demais (...) A sua grande voz era capaz de chegar a todos e hoje isto voltou a acontecer".

Tony Hall, diretor geral da BBC, foi outro dos orados, descrevendo Terry Wogan como "um tesouro nacional", anunciando a transmissão de um tributo ao comentador na próxima sexta feira, na BBC1, intitulado Sir Terry Wogan Remembered: 50 Years at the BBC.


Conhecido como a voz eurovisiva do Reino Unido, Terry Wogan, condecorado em 2005 com o título de Comendador da Ordem do Império Britânico, foi uma das personalidades mais conhecidas e adoradas da televisão e rádio britânicas. Foi o comentador da BBC em 30 edições do Festival da Eurovisão (1973, 1978 e 1980-2008), bem como o comentador da RTÉ em 1983 e apresentador do evento em 1998, juntamente com Ulrika Johnsson.

Em 2008, no último ano em que comentou o Festival da Eurovisão, Terry Wogan foi uma das vozes mais ativas contra a vitória da Rússia, tendo afirmado publicamente que Portugal era um dos seus países favoritos daquela edição. Posteriormente, em 2014, acusou Conchita Wurst de ter tornado o evento 'num concurso de horrores', como pode recordar AQUI.

Recorde alguns momento de Terry Wogan no Festival da Eurovisão:






Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte e Imagem: BBC/Expressen/ESCToday / Vídeo: Youtube

1 comentário(s):

  1. Terry Wogan foi a razao ,pela qual durante muitos anos segui o ESC pela BBC. Creio que Terry tinha uma atitude geral de simpatia por Portugal no ESC; recordo-me bem das palavras elogiosas relativas a Sara Tavares e To Cruz em 1994 e 1995,mas tambem do comentario jocoso ao vestido de Dulce Pontes.

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top