Luís Marinho despediu-se da RTP com palavras duras: “A RTP é hoje uma empresa dos anos 80 do século passado”.


Luís Marinho, que foi administrador da RTP e diretor de informação da televisão pública, despediu-se ontem da empresa com uma carta aos colegas de trabalho cheia de críticas contra a administração, direcção de informação e conselho consultivo. 

Na carta que escreveu aos trabalhadores da RTP, Luís Marinho diz que “do ponto de vista organizativo, a RTP é hoje uma empresa dos anos 80 do século passado, com direções para todos os gostos, a que se juntam ainda mais directores disfarçados de consultores. Voltámos ao tempo das ‘capelinhas’, num evidente objectivo de dividir para reinar". Sobre a televisão, Marinho faz o seu balanço: “No caso concreto do canal 1, se excluirmos a ‘pesada herança’ de anteriores direcções – o ‘famigerado’ futebol e o grande entretenimento com formatos estrangeiros – o que prende a atenção dos públicos? Sim, falo de audiências”. 

A conclusão do ex-administrador e ex-diretor é que “a RTP caminha a passos largos para a total irrelevância, em nome de uma suposta qualidade que talvez alguns amigos consigam vislumbrar”. Marinho lembra um artigo de Martin Wolf no Financial Times em que, sobre a BBC, o jornalista afirmava: “o operador de serviço público é propriedade do povo e não de uma elite”. O ex-diretor diz que o recado de Wolf “aplica-se perfeitamente” aos “atuais governantes da RTP”. 'Incapazes de desenvolver a fórmula de outro dirigente da BBC – ‘fazer com que o bom seja popular e o popular seja bom’ – os responsáveis da programação de televisão oscilam entre a produção de séries para minorias, em prime-time, e a de indigentes programas de day-time, de que o exemplo mais recente é o denominado “Praias Olímpicas”, escreve Marinho, que diz perceber bem “a razão do afastamento de profissionais experientes e competentes, pela sua incapacidade de cometer semelhantes atentados ao bom gosto e à inteligência dos espectadores”.


Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: Sol / Imagem: Portal dos Programas

7 comentário(s):

  1. Anónimo20:34

    Realmente a RTP parou no tempo... e isso é completamente observável no ESC. Já se está mesmo a ver o tipo de FC que vamos ter este ano, com as pessoas do costume a serem convidadas a compor as músicas datadas do costume. E depois querem boas classificações. Assim não vão lá. Enfim...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo21:24

      e não só... estás a esquecer-te da parte em que estão sempre a recordar todos os anos o passado xD Nada contra, mas nao precisam sempre de fazer isso... se querem recordar feitos bonitos de Portugal no ESC, também podem optar por recordar por ex Senhora do Mar...

      Eliminar
    2. Para recordar existe a RTP Memoria.Se querem fazer programas especificos de recordaçoes façam uma serie a parte.Deixem o FdC para aquilo que e a sua principal finalidade: Escolher a representante Portuguesa para o ESC. Mas este sr.Luis tambem parece-me estar inebriado com por ex.as audiencias...

      Eliminar
    3. Anónimo00:14

      (Sou o anonimo das 21:24) exatamente RG! esse ponto que fala da rtp memória era esse que queria chegar... cada coisa tem o seu tempo, até podiam repor na grelha da rtp memoria alguns festivais completos se bem lhes apetecesse... mas agora para o fdc de hoje em dia, reservem-no apenas para o que acontecerá naquele dia e na edição seguinte! será que custa muito a eles perceberem isso?

      Eliminar
  2. Ricardo Alves22:40

    O programa das Praias Olimpicas é ridiculo. Concordo com o que diz o Luis Marinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo15:24

      Porque dizes isso? Já vi bem piores... e até já chamaram muitos artistas para vir atuar, muitos deles conhecidos na RTP...
      Ainda há cerca de 15 dias o Diogo Piçarra foi lá e deu um concerto desde as 19:30 até ao final (20h) e hoje será a vez dos ÁTOA...
      Mas concordo que sejam neste momento necessárias várias mudanças na RTP. (uma delas é o FdC que insistem em nada fazer ano após ano)

      Eliminar
  3. Luis Andre Santos01:14

    A culpa disto tudo tem um nome, aliás, 2, ... Daniel ... Deusdado ... volta Hugo Andrade e Nuno Santos estão perdoados!!!

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top