A emissora estatal da Bósnia-Herzegovina confirmou, esta tarde, que não estará representada na próxima edição do Festival Eurovisão. É o primeiro país a anunciar a sua desistência da edição sediada em Kiev.

"A Bósnia-Herzegovina retirar-se-à temporariamente do Festival Eurovisão da Canção" afirmou Leila Babovic, chefe de delegação do país no concurso europeu, confirmando os rumores que apontavam para a retirada da BHRT da lista de emissores participantes na próxima edição. Segundo a coordenadora, o regresso acontecerá "quando o serviço público tiver o financiamento estatal que realmente merece" deixando duras críticas ao governo nacional, devido ao débil sistema de financiamento e de impostos para a emissora, e também devido à demora na tomada de decisões.

Deste modo, a Bósnia-Herzegovina torna-se o primeiro país a confirmar a retirada do Eurovision Song Contest 2017, depois de ter posto fim a um interregno de três anos na edição de Estocolmo. Até ao momento, a edição de Kiev conta com a confirmação provisória de 36 países, destacando-se o regresso de Portugal e da Roménia. Contudo, a lista oficial de participantes só será conhecida no final de dezembro ou início de janeiro.

Estreante em 1993, a Bósnia-Herzegovina participou em 18 edições do Festival Eurovisão até 2013, ano em que se retirou do concurso, motivada pela grave crise financeira da sua emissora estatal. Contudo, com o apoio externo, a BHRT regressou ao evento em Estocolmo, sendo representada por Dalal & Deen feat. Ana Rucner & Jala e "Ljubav je", que terminaram na 11.ª posição da semifinal 1, falhando, pela primeira vez na história do país, o apuramento para a Grande Final. Recorde a atuação de seguida:

Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: eurovision-spain / Imagem/Vídeo: eurovision.tv

1 comentário(s):

  1. Anónimo22:13

    Tenho pena porque tinha boas canções de uma maneira geral, o regresso deste ano foi um fracasso a canção era muito má.

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top