O presidente da Câmara de Estocolmo revelou que a cidade teve um retorno de 27,5 milhões de euros com a organização do Festival Eurovisão 2016. Kiev, próxima cidade anfitriã, espera superar este valor.

Depois do recorde audiométrico alcançado com a sua transmissão, a 61.ª edição do Festival Eurovisão, organizada em Estocolmo em maio passado, revelou-se um verdadeiro sucesso para a capital sueca. No total, 38 mil visitantes, exceptuando os integrantes das comitivas e a imprensa, estiveram na cidade aquando das duas semanas eurovisivas, algo que se traduziu numa injeção de 27,5 milhões de euros na economia local com gastos em hotéis, alimentação e atrações: cada visitante em média gastou 724 euros na cidade.

Karin Wanngard, presidente da Câmara de Estocolmo, revelou que as "expetativas foram ultrapassadas", realçando o feedback dos fãs e da imprensa e equiparando os resultados aos obtidos aquando da organização do Campeonato Mundial de Hóquei em 2012. Além disso, Karin revelou que 8 em cada 10 visitantes deram a nota máximo à cidade no que diz respeito à hospedagem, enquanto que 80% da imprensa afirmou que iria regressar enquanto turista nos próximos 2 anos. 

No que diz respeito aos moradores, o evento foi também um sucesso: cerca de 70% dos residentes na cidade mostraram-se com uma visão bastante positiva ou muito positiva com a organização do Eurovision Song Contest 2016 em Estocolmo.

Kiev, próxima cidade anfitriã do Festival Eurovisão, apresenta igualmente grandes expetativas para o número de visitantes e gastos como Estocolmo. A capital ucraniana espera receber 20 mil visitantes durante as duas semanas de competição, o que reverterá num total de 30 milhões de euros para a economia local. Para estes números, cada visitante terá de gastar, em média, 1500 euros durante a estadia, o dobro que registado na Suécia.

Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: SVT/ Imagem: Google

4 comentário(s):

  1. Ricardo Alves13:17

    Fantastico. Por mim, voltava a ser em Estocolmo em 2017 :-)

    ResponderEliminar
  2. Anónimo14:15

    A RTP devia ler isto

    ResponderEliminar
  3. Bom sair de Estocolmo/Suecia em termos eurovisivos.Sempre que o ESC e organizado na Suecia e um espectaculo "a media luz",escuro, nos ultimos anos com focos de luz tipo holofotes de artilharia anti-aerea da Segunda Guerra Mundial a riscar a escuridao.Nao gosto da visualidade sueca para o ESC.

    ResponderEliminar
  4. Felizmente para Lisboa,aquelas quantias de retorno em euros sao gotas de agua.E que Lisboa recebe cerca de 10 mil turistas por dia...Para Estocolmo e Kyiv ,sim ,quantias muito avultadas.Em Kyiv (tal como em Baku etc) os preços irao subir durante o ESC.O lucro especulativo vai estar garantido!

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top