Sob o lema 'Mais Espaço, Mais Festa', o PCP revelou, hoje, o programa da 40.ª edição da Festa do Avante, que decorrerá de 2 a 4 de setembro na Amora, Seixal. Paulo de Carvalho em conjunto com os Xutos & Pontapés são o grande destaque da edição!

O Partido Comunista Português revelou, hoje, o programa da 40.ª edição da Festa do Avante que decorrerá entre 2 a 4 de setembro, na Amora, Seixal. Com mais seis hectares de espaço, devido à inclusão da Quinta do Cabo ao espaço da Quinta da Atalaia, e sob o lema "Mais Espaço, Mais Festa", o evento organizado pelo PCP reunirá, durante três dias, política, cultura, desporto e solidariedade.

Rúben de Carvalho, do Comité Central do PCP, destacou a “abrangência do programa” da festa “da juventude, do trabalho, do Portugal de Abril, de solidariedade”, com atividades que vão desde promover livros, fazer debates, projetar cinema ou fazer espetáculos musicais, com uma “vastidão de áreas culturais e artísticas, o que é invulgar em qualquer iniciativa deste género”. “À semelhança do que tem acontecido nos últimos anos, muitos artistas têm preparado presenças especiais e espetáculos especiais para a Festa do Avante!, o que não só enriquece a festa como lhe dá um cunho de originalidade na sua programação, revelando o carinho e o interesse que a festa desperta não só junto do público, como junto dos artistas”, explicou.

Exemplo disto mesmo foi o convite que a banda Xutos & Pontapés fez ao cantor Paulo de Carvalho para se juntarem em palco, concerto que está marcado para o último dia, 4 de setembro (domingo), no mesmo dia em que atuam Sérgio Godinho & Jorge Palma e discursa Jerónimo de Sousa, secretário-geral do PCP.  “É uma maneira de dar uma prenda à festa, matar um velho desejo de fã, que é tocar com o Paulo de Carvalho e depois ir buscar uma música emblemática também para o 25 de Abril. Não é uma música qualquer. Isto tudo começa por uma vontade de tocar com o Paulo de Carvalho o ‘E Depois do Adeus'”, explicou Tim, vocalista da banda.

O representante português no Festival Eurovisão 1974 não teve qualquer hesitação: “a festa, para mim e para os Xutos, já é uma festa (...) Acho que vai ser muito bom estar aqui, nos 40 anos desta festa que eu conheço desde o princípio, desde a FIL, em 1975, onde atuei”, recordou. Para Paulo de Carvalho, “tudo é política, pode é não ser política partidária, mas política tudo é (...) Eu penso que o PCP tem assumido responsabilidades no decorrer dos anos. Às vezes até acusado de fazer sempre a mesma coisa. Eu não me importo, há alguma coerência nisso”, defendeu.

A Orquestra Sinfonietta de Lisboa, Ana Moura, Marta Ren, Katia Guerreiro, Diabo na Cruz, Ferro Gaita, Criolo, Jafumega e os mexicanos Los de Abajo são outras das atrações musicais do evento onde haverá também espaço para o desporto, teatro, artes plásticas e gastronomia e artesanato.

Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: Observador / Imagem: Google

2 comentário(s):

  1. Anónimo00:18

    Gostava de ver esse concerto improvavel. lol

    ResponderEliminar
  2. Bom mesmo o Espirito de 25 de Abril estar vivo atraves das geraçoes.Bem hajam,Paulo de Carvalho e Xutos(Voces nao sao os unicos a olhar o ceu...). E viva o Funana genuino dos"Ferro Gaita",pois a Lusofonia faz parte do tal Espirito de 25 de Abril.

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top