Ivo Lucas acaba de estrear um dueto com o cantor Kasha. A canção "Não me olhes assim" tem letra de ambos e composição de Ivo Lucas e João Barbosa. O tema  já pode ser ouvido nas rádios e tem vídeo no youtube que apresentamos de seguida:



Ivo Lucas é ator e cantor. Participou no Festival da Canção 2014 com a canção Eu vou. Kasha é pseudónimo de Francisco Pereira, sendo membro de um dos grupos mais bem sucedidos nos tops portugueses, os DAMA.

Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte  e vídeo: YOUTUBE /

11 comentário(s):

  1. Anónimo12:53

    Dois gatinhos Miauuuu

    ResponderEliminar
  2. Anónimo14:53

    Parece uma canção aborrecida do Justin Bieber - Love Yourself mas menos insuportável.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo15:33

    Lindo (k)

    ResponderEliminar
  4. Gosto MUITO! Uma cançao de estrutura simples,em que a guitarra sobressai,dando mesmo muitos dos hooks desta cançao.Um videoclip de concepçao nao muito original,mas cujo conceito funciona sempre.Ivo Lucas sabe flirtar com a camara como muito poucos sabem!EXCELENTE! (h) (h) (h)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo18:53

      Concordo em tudo.
      So no FC 2014 nao souberam fazer uma musica destas...

      Eliminar
    2. Anónimo20:53

      Pro FC vão os restos.

      Eliminar
  5. Rui Ramos20:54

    Gosto muito. Está na linha dos exitos dos DAMA e é formula que parece estar a dar certo em Portugal.

    ResponderEliminar
  6. Anónimo21:28

    "olhes assim" é mal articulado pelo cantor. Desagradável. Sai "zessim" e que é isso de "zessim"? Bah!

    ResponderEliminar
  7. Anónimo21:54

    Eu entendo que o Ivo Lucas quis o Kasha na musica por causa da popularidade dele, mas na verdade ele estraga a musica :-(

    ResponderEliminar
  8. Ouvi, achei bem plana e nada memorável. Este tipo de canções dizem-me pouco. Não me parece nada apropriada e apelativa para o público europeu... apenas consumo interno.

    ResponderEliminar
  9. Ouvi, achei bem plana e nada memorável. Este tipo de canções dizem-me pouco. Não me parece nada apropriada e apelativa para o público europeu... apenas consumo interno.

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top