A emissora estatal de São Marino anunciou, esta manhã, que o país não se fará representar no Junior Eurovision Song Contest 2016, não tendo justificado a sua retirada.

A organização do Junior Eurovision Song Contest 2016 sofreu mais um duro golpe: São Marino, país participante desde 2013, não se fará representar na próxima edição do concurso infantil. O anúncio foi feito pela emissora SMRTV através de um comunicado onde, no entanto, não justificou a decisão tomada: "A emissora de São Marino decidiu não participar no Festival Eurovisão Júnior 2016. Formulamos os nossos maiores desejos aos amigos malteses para o maior sucesso desse importante evento".

Abordado sobre o assunto, o Diretor Geral da emissora SMRTV recusou-se a prestar mais declarações tendo acrescentado que ainda não foi tomada qualquer decisão sobre o Eurovision Song Contest 2017, realçando que o país continua a manifestar o seu desagrado com o novo sistema de votação introduzido na última edição.

Agendado para 20 de novembro de 2016 no Mediterranean Conference Centre em Valletta, Malta, o Junior Eurovision Contest 2016 conta com dez países confirmados: Albânia, Bielorrússia, Bulgária, Holanda, Irlanda, Itália, Malta, Polónia, Rússia e Ucrânia. Por outro lado, a Eslovénia anunciou a sua retirada, em protesto com as novas regras do evento, bem como São Marino, enquanto que Dinamarca, Grécia, Letónia, Noruega, Moldávia e Suíça garantiram que não regressam ao concurso.


Estreante em 2013, São Marino participou em três edições do Junior Eurovision Song Contest, tendo alcançado o melhor resultado na sua estreia: Michele Perniola e 'O-o-O solo intorno a me' conquistaram a 10.ª posição com 42 pontos. Em Sófia, o país fez-se representar pela russa Kamilla Ismailova e o tema 'Mirror' que, apesar de serem dados como uns dos favoritos à vitória, terminaram na 14.ª posição com 36 pontos, podendo recordar, de seguida, a sua atuação:



Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: eurovoix / Imagem e Vídeo: junioreurovision.tv

5 comentário(s):

  1. Anónimo16:18

    :O querem ver que também se vão retirar do esc em 2017.. ou então é só um desagrado face às novas regras do jesc

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Depois da pouca-vergonha que a EBUER fez com o voto criado e inventado por eles como televoto de S.Marino em 2016,nao seria de admirar que este pequeno/grande pais se retirasse do ESC. Teria pena se S.Marino abandonasse o ESC.Espero que nao...

      Eliminar
    2. Anónimo21:08

      Eu também teria pena, mas como estão as coisas...

      Eliminar
  2. Anónimo18:54

    nunca gostei deste pais nem no ESC nem no JESC.
    mas uma coisa é certa, ao tirarem o televoto no JESC, tiraram a graça deste concurso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo21:08

      "mas uma coisa é certa, ao tirarem o televoto no JESC, tiraram a graça deste concurso."

      claramente, concordo 100%!

      Eliminar

Temas em Destaque

 
Top