A cidade ucraniana de Dnipro revelou os detalhes da sua candidatura para sediar o Eurovision Song Contest 2017.

Intitulando-se como a 'cidade que parou a Primavera Russa', os dirigentes da cidade de Dnipro revelaram todos os detalhes da sua candidatura para receber a 62.ª edição do Eurovision Song Contest. 

Boris Filatov, presidente do Município, afirmou que a cidade está pronta para sediar o evento e garante que estão disponíveis a investir cerca de 500 milhões de hryvnia, o que equivale a 18 milhões de euros. Além disso, avança ainda que existe um fundo reserva de 1,4 biliões de hryvnia e que o uso desse capital não irá afetar o funcionamento normal da cidade.

Segundo a documentação revelada, que poderá aceder AQUI, a competição será realizada no Meteor Sport Arena, com capacidade para cerca de 9 500 pessoas, afirmando que a mesma estará renovada a tempo para receber a competição. O centro de imprensa, por sua vez, situar-se-à nas imediações da Dnipro Arena, estádio construído para o Euro 2012, mas que acabou de fora das escolhas da UEFA.

Além disso, os responsáveis garante que a cidade terá capacidade hoteleira para a competição, estando prevista a construção de vários hotéis que, conjuntamente com os 3700 quartos disponíveis na cidade, irão atingir os limites impostos para a corrida. As obras em curso no novo terminal do aeroporto da cidade, o aumento das ligações de transportes públicos e o reforço da seguranças são outros dos tópicos que sustentam a candidatura.

Lembramos que a emissora ucraniana decidirá nas próximas semanas qual a cidade que sediará o evento do próximo ano: Dnipro, Kharkiv, Kherson, Kiev, Lviv e Odessa estão na corrida.

Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: eurovoix / Imagem:DniproEurovision2017

2 comentário(s):

  1. Anónimo23:15

    Muito bom. Uma cidade que a partida nao era uma forte candidata e que nao tinha muitas condicoes mas que conseguiu fazer um plano muito bem estruturdo e com boas solucoes para os problemas da cidade...

    ResponderEliminar
  2. Anónimo19:01

    9500 pessoas? Parece-me um bocado pequena... mas vamos ver.

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top