O vencedor do Festival da Eurovisão 2009, Alexander Rybak, reagiu às críticas dirigidas à votação da última edição do concurso: "Parem de falar de política! Este é um concurso de música".

Participante num dos interval acts da Final do Festival da Eurovisão 2016, o vencedor da edição de 2009, Alexander Rybak, utilizou as redes sociais para reagir às críticas que têm sido dirigidas à organização do evento devido à vitória da Ucrânia. "Primeiro de tudo, por favor, parem de falar de política! Este é um concurso de música e só aconteceu esta polémica porque tanto a Rússia como a Ucrânia tinham boas canções este ano" escreveu o cantor, realçando outros pontos: "Segundo lugar: odeio a forma como as apostas estão a arruinar a diversão no evento. Eu era o favorito das casas de apostas em 2009 e odiava isso! O ESC não se deve tornar num concurso de popularidade e todos devemos ter uma oportunidade justa. Bélgica, Holanda, Arménia e Espanha, entre outros, foram subestimados pelas apostas. Isto nunca vai ser justo...".

O cantor nascido na Bielorrússia esclarece ainda que o sistema de votação permanece igual: "Em terceiro lugar, não há razão para reclamar sobre o sistema de votação. Continua a ser o 50/50 que foi implementado em Moscovo 2009. No ano passado, a Itália foi a favorita do público, mas ficou em terceiro porque os júris não a acharam boa o suficiente... O público vai sempre votar na melhor impressão geral, enquanto os júris irão certificar-se das boas canções (que talvez não puderam pagar um show caro) tenham também uma oportunidade justa! Acontece que o Mans tinha uma música incrível...".

Na mesma publicação, o vencedor de 2009 deu ainda a sua opinião sobre quatro candidaturas a concurso este ano: "A Ucrânia levou uma performance sincera e que transcendeu todas as culturas. (...) Esta vitória é muito importante para o futuro da Eurovisão, pois as pessoas viram ganhar uma música séria! Já no próximo ano iremos ver um concurso mais diversificado por causa do sucesso de Jamala" escreveu Alexander Rybak sobre a vencedora do evento, destacando também a candidatura da Austrália, "é de longe a melhor voz que já ouvi no concurso", e lamentando alguns erros no tema da Rússia, "O desempenho do Sergey foi incrível! Com uma música mais atual e com melhor letra, poderia facilmente ter vencido a competição". 

Porém, para o cantor, a vencedora teria sido a Bulgária: "Eu estava a torcer loucamente por esta menina e pela sua canção cativante (...) A Bulgária levará a competição mais a sério e espero ver novamente esta princesa no palco da Eurovisão". No final da publicação, Alexander Rybak destacou ainda o profissionalismo da dupla de apresentadores: "Fiquei apaixonado pela Petra e pelo Mans! Eles deviam ter um bebé e chamá-lo Metra. Agora é apenas um ano até à próxima Eurovisão...".

Recorde, de seguida, a vitória do cantor em 2009 e aceda à sua participação no evento deste ano:



Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: AlexanderRybakFB / Imagem: Aftonbladet / Vídeo: eurovision.tv

9 comentário(s):

  1. Opinioes muito conservadoras e conformistas em relaçao a votaçao ,juri ,o que e musica boa etc. Ha um ano e meses atras ao ser estrondosamente derrotado na Final nacional 2015 da Bielorussia,mostrou-se muito mais arremelgado e ate entrou em depressao. Num ano"amadureceu"(????) imenso...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anabela Banana15:10

      concordo. passou de arremelgado e ressabiado Mr. Sabe Tudo.

      Eliminar
  2. Anónimo13:42

    Melhor vencedor/canção de sempre ❤

    ResponderEliminar
  3. Anónimo16:55

    E a Bulgária não levou uma letra que é um cocó e tem erros?..

    ResponderEliminar
  4. Anónimo22:12

    Oh. Depois daquela canção ele não fez mais nada de jeito.

    ResponderEliminar
  5. Luis Andre Santos22:16

    O problema é que os jurados não se comportam como jurados, ainda são piores do que o televoto ... o ano passado a Itália não ganhou porque houve jurados como os suecos que puseram a música da Itália no último lugar da lista, ora isto não é ser isento, para ser assim, mais vale 100% televoto!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo21:19

      Dessa não me tinha apercebido. A Itália merecia ganhar o ano passado.

      Eliminar
    2. Anónimo21:22

      Acredito que o Alexander Ryback tenha ficado apaixonado pela Petra e pelo Mans, sobretudo pelo Mans.

      Eliminar

Temas em Destaque

 
Top