O representante da Irlanda no último Festival Eurovisão, Nicky Byrne, afirmou que o concurso mudou tanto que nem os legendários U2 conseguiriam ganhá-lo. As afirmações foram feitas à rádio pública irlandesa, após mais uma pesada derrota eurovisiva.

A Irlanda detém o recorde de país com maior número de vitórias no Festival Eurovisão da Canção, num total de 7, a última das quais em 1996. Contudo, depois da introdução da regra de liberdade linguística e sobretudo nos últimos anos, o país nunca mais conseguiu voltar aos anos dourados, falhando a final há três edições consecutivas. O último representante, Nicky Byrne, conseguiu, inclusive, o pior resultado de sempre. Em entrevista à RTÉ Radio 1, o cantor e apresentador confessou que, apesar de não ter chegado à final da Eurovisão com a canção "Sunlight", não está arrependido de ter representado a Irlanda no concurso. "Eu realmente pensei que pudéssemos chegar mais longe com esta canção", admitiu, sem antes confessar: "Eu adoro a Eurovisão e não vou deixar de adorar por causa do resultado alcançado".

Convidado a explicar o sucedido, Nicky não teve papas na língua: "Penso que há uma grande 'mafia eurovisiva' que já está a planear a Eurovisão do próximo ano. E depois, desde muito cedo, tens de entrar no Top 5 ou Top 10 de alguns fãs [a quem ele chama Eurovision hardcore fans]. Com esta fórmula, podes enviar os U2 e nem assim a Irlanda ganharia a Eurovisão".

Byrne acredita que o resultado deste ano irá impedir que artistas ou grupos conhecidos da Irlanda queiram participar na Eurovisão num futuro próximo.

O cantor termina dizendo que, tanto a Irlanda como o Reino Unido, olham para a Eurovisão como um "evento menor", ao contrário do que acontece noutros países. "É como o Mundial de Futebol, eles dão o seu melhor."

Recorde a participação da Irlanda na semifinal 2 do Festival Eurovisão de 2016, onde alcançou o 15.º lugar com apenas 46 pontos: 




Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: RTE / Imagem: GOOGLE / Vídeo: YOUTUBE

4 comentário(s):

  1. Anónimo18:43

    Nao sei porque a atuacaoo dele faz me lembrar a eurovisao 2013

    ResponderEliminar
  2. Anónimo18:47

    Ele não percebeu que o ESC é um concurso de canções e não de grupos ou artistas. Os U2 com uma má canção, não ganhariam claro!

    ResponderEliminar
  3. Acho que Nicky ate fala verdade,pois realmente parece haver uma estranha Mafia dentro do ESC,que impoe estilos,metodos de votaçao,ordens de actuaçao e sei la que mais ,que nao esta a vista.Depois de 96,pura e simplesmente a Irlanda nao levou nada de WOW ao ESC.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo01:02

    "Sunlight" não era má...mas ninguém tem culpa do cantor ser fraquinho,acredito que na voz certa e com a atitude certa(foi tudo muito sem energia em palco) até poderia ter chegado á final.
    Existe uma máfia e alguns fãs que são 1000 vezes piores que a dita Máfia...não sei onde é que isto vai parar assim.

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top