O diretor musical da emissora russa Channel One mostrou a sua irritação com a votação do Festival da Eurovisão 2016: "O mais importante do resultado é a votação do público (...) Por isso, Sergey foi o grande vencedor".

Yuri Akutsya, diretor musical da emissora russa Channel One, manifestou o seu desagrado com a votação da Grande Final do Festival da Eurovisão 2016. Em entrevista, esta manhã, o diretor realçou que o júri ucraniano não deu qualquer pontuação à Rússia, enquanto que o público da Ucrânia deu a pontuação máxima à candidatura de Sergey Lazarev; contudo, não referiu que o mesmo aconteceu no país: a Ucrânia ficou em segundo no televoto russo, mas não foi pontuada pelo júri.

Mas Yuri Akutsya foi mais longe nas críticas e garante que a Rússia é a vencedora da noite: "Para mim, a parte mais importante do resultado é a votação do público, pois a música é por composta pelo seu público! Um júri profissional é uma outra forma de scores. Os ouvintes deram a vitória ao Lazarev! Sergey Lazarev é o vencedor do ESC2016'.

Vencedor do televoto, o cantor Sergey Lazarev já reagiu aos resultados e garante não guardar nenhuma mágoa: "Como se costuma dizer: todos adoram o vencedor! Felicito a Jamala! A australiana foi notável e venceu muito bem o júri! Mas estou muito feliz pelo voto dado pelo público à Rússia! Eu não tenho qualquer tipo de frustração, francamente!".

Recorde, de seguida, a prestação de Sergey Lazarev na final do Festival da Eurovisão 2016:




Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: eurovoix / Imagem/Vídeo: eurovision.tv

21 comentário(s):

  1. Ucrania GRANDE VENCEDORA!

    ResponderEliminar
  2. Anónimo12:53

    se agradece a esportividade de Serguey

    ResponderEliminar
  3. Anónimo12:54

    Russia ganhadora moral de 2016!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, Sergey é o ganhador moral de 2016, a Russia só chora #SergeySeuLindo

      Eliminar
  4. Anónimo13:01

    Olha temos pena. Não se pode agradar a todos. Apesar de a russia nos ultimos anos terem apostado ao maximo (coisa que a rtp não faz) acho que ainda não eram dignos de uma vitória.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo13:21

      A Ucrânia também não era.

      Eliminar
  5. Anónimo13:11

    o que ganhou foi a propaganda anti-russa....

    ResponderEliminar
  6. Anónimo13:33

    Eu vou deixar este comentario, pois acho que é importante, mesmo que possa parecer um pouco infantil, mas estou disposto a ouvir essas criticas.
    Eu acho que se nós EUROFANS portugueses queremos realmente que o festival da canção seja organizado de forma diferente, temos de mudar de estação de televisao, nem que seja por 1 ano só para ver como funciona.
    Eu não sei se isso é permitido, visto que todas as nossas outras estações sao privadas e foi sempre a rtp a ter o provilégio de transmitir o esc. Mas acho que se todos juntos enviarmos mail's a sic ou tvi, mas quando digo enviar é enviar mesmo muitos mails para eles perceberem que nós queremos que sejam eles a organizar, ele secalhar vão ceder ao nosso pedido. A sic já fez isso algumas vezes só porque as pessoas andavam sempre a enviar-lhes email's.
    Eu acho que enviarmos email e criarmos um abaixo assinado iria ajudar muito.
    deixo aqui os contatos da sic e da tvi para quem quiser enviar um email.
    SIC: atendimento@sic.pt
    TVI: relacoes.publicas@tvi.pt

    PTESC

    ResponderEliminar
  7. Anónimo13:49

    Concordo com o comentário que diz que quem ganhou foi a propaganda anti -Rússia...mas o mais grave não foi não ter ganho a Rússia, grave foi existirem umas 20 músicas melhores que a vencedora...

    ResponderEliminar
  8. Anónimo14:22

    1944 é a melhor canção vencedora em anos, não adianta chorar pelo motivo de seu favorito não ter ganho, as pessoas devem amadurecer e parar com joguinhos infantis. 1944 passa uma mensagem incrível e é sim uma das canções mais originais que ganhou o ESC. Vitória merecida. O choro é livre girls cheer

    ResponderEliminar
  9. Anónimo14:28

    Todos os anos a Rússia tem que dar eco ao seu mau perder ... a sua frustração de não vencer a Eurovisão é hilariante ... e a culpa é sempre de todos menos sua.

    ResponderEliminar
  10. Anónimo14:32

    Esta canção russa vai ficar na história eurovisiva. Foi uma actuação única e tão espectacular que já é uma revolução (mais uma) no modo de fazer show musical em acordo com o nosso tempo.

    Sempre fui a favor do 100% televoto. Os jurados são o lápis azul absolutamente aleatório e submisso a interesses pouco confessáveis. Suspeitos. Submissos a interesses políticos ou de casas musicalo-comerciais. Suspeitíssimos.

    Em questões de música sou coerente com as minhas tomadas de posição: mais vale um lalala que eu possa cantar do que uma mensagem política qualquer. As mensagens políticas são para o debate político ou para a poesia de intervenção.

    Não vou voltar a ouvir a canção política que venceu porque não me diz nada e não me diria nada mesmo cantada em português. Muito provavelmente seria também inócua reconvertida em lalala. Não presta nem para lalala. E quanto a poesia... "Antes do Adeus" levou 0 pts e era um poema. Verdadeiro!

    Os júris ditos de "profissionais" derrubaram a canção italiana em 2015 e esta bela canção russa em 2016, escolhidas pelos povos. E até levaram aos píncaros uma canção australiana lisa, sem entorses e sem valor, que também não tinha muita originalidade já que, por falarmos em falta de originalidade, tanto maltrataram a canção polaca que era de facto um mosaico de plágios do princípio ao fim, colados num patchwork. Dois pesos, duas medidas.

    Acho bem que se acabe definitivamente com o pretensiosismo dos jurados nacionais, não têm razão de ser num concurso de música pop em que não está em causa a técnica vocal ou instrumental ou a respiração com o diafragma.

    Temos de voltar a simplificar as coisas simples que foram tornadas complexas por mau perder.

    A todos os meus amigos eurovisivos um abraço de resistência contra os jurados manipuladores (política por política, vamos a isso!),

    Rui Neiva

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Assino por baixo...O melhor comentário sem dúvida...concordo a 100%...

      Eliminar
    2. Pedro Rios15:16

      @ "Foi uma actuação única e tão espectacular"
      "esta bela canção russa em 2016"

      $-) BIG QUAC!

      @ "Temos de voltar a simplificar as coisas simples que foram tornadas complexas por mau perder"

      SIM, vamos então voltar a cantar, sem encenações de homem aranha a subir paredes, para disfarçar uma canção "lisa, sem entorses e sem valor, que também não tinha muita originalidade" como a canção da Rússia.

      Eliminar
    3. Anónimo16:00

      @ Pedro Rios

      "SIM, vamos então voltar a cantar, sem encenações de homem aranha a subir paredes,". Dificilmente será igualável. É mais fácil imitar ostras australianas que sentadinhas não fazem esforço físico numa canção "lisa, sem entorses e sem valor, que não tinha muita originalidade". =)) Mais do que visto e onde o show estava no vestido... lol

      Eliminar
    4. Anónimo16:03

      Daqui a uns meses a música ucraniana ficará esquecida... aquilo nem passará nas rádios... mas antes uma canção russa que é sem espinhas. Quanto à canção australiana e polaca, não concordo... foram excelentes e não vejo plágio em nenhuma delas. Aonde foram copiar? Agradecia que me dissesse!

      Eliminar
    5. Anónimo16:09

      @ Pedro Rios

      "SIM, vamos então voltar a cantar, sem encenações de homem aranha a subir paredes"

      BIG QUAC! :-d

      E já agora transmitir a Eurovisão a preto e branco e com cantores proibidos de dançarem como nos anos 50... Vamos então voltar a isso? Hihihi

      Rui Neiva

      Eliminar
    6. Anónimo16:21

      Clap, clap, clap
      Está tudo dito. Bom comentário (h)

      Eliminar
    7. Caro Sr. Rui Neiva: Se o "homem-aranha" se tivesse dedicado a dar mais emoção à canção e menos a dar voltas numa parede talvez não tivesse sido penalizado pelo júri.
      Eu gostei de todas as canções que figuraram no top 4 (Ucrânia, Austrália, Rússia e Bulgária). Para mim, qualquer uma era aceitável para vencer. Eu até torcia mais para a Austrália ganhar. Não é país europeu mas que se dane. Também adorei a Ucrânia. Já a Rússia, a atuação soube a pouco. Entre o live e o studio, oiço o studio. Com as outras posso variar.
      A canção russa é um mega hit, sem dúvida, mas lembre-se que este espetáculo é feito para as canções serem defendidas pelos seus artistas. Se fosse para qual canção fica no ouvido o ESC nem sequer era feito.

      Eliminar
  11. Anónimo00:49

    O rapaz é bem mais educado que aquele pseudo diretor e so por isso merece o nosso respeito.

    ResponderEliminar
  12. Felicitaçoes a Sergey,pela educaçao,pelo positivismo das suas palavras! Ve-se que nao tem falta de cha! Felicidade na sua carreira e tambem na sua vida privada!

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top