Duas semanas depois da final do Festival Eurovisão 2016, fizemos uma ronda pelos tops de vendas de discos nos mais variados países da Europa.

Frans, intérprete de “If I were sorry”, já festejou a quadrupla platina na Suécia com 160 mil cópias vendidas. A canção que representou a Suécia na Eurovisão 2016 é, até ao momento, o maior êxito de vendas deste ano eurovisivo. Esta semana a canção continua em n.º 1 na Suécia e Lituânia, n.º 2 na Áustria, n.º 6 na Estónia, 7.º na Finlândia, n.º 11 na Alemanha, 20 na Hungria, 22 no Luxemburgo, 25 na Suíça e abaixo do 30.º lugar noutros nove países.

Jamala com o seu “1944” tem tido algumas dificuldades para se evidenciar nos tops europeus. Na sua terra natal atingiu o n.º 4 esta semana, n.º 5 na Eslovénia, 20 no Chipre e abaixo do 30.º lugar numa dezena de países, onde se destaca o n.º 36 na Bélgica flamenga.

Amir está em n.º 2 no seu país, França, como “J’ai cherché”. Na Bélgica francesa (Valónia) atingiu o n.º 11 e n.º 26 na Rússia e em 58 na Áustria.

Apesar de ter ficado em último lugar com apenas 11 pontos, a alemã Jamie Lee está a ter boa aceitação no top da Alemanha: 11.º lugar no top do singles com “Ghost” e 18.º álbum com o álbum “Berlin”. No Luxemburgo está em 24.º lugar, 26.º na Suíça e 65.º na Áustria.

A espanhola Barei está em 3.º lugar no país vizinho e os ingleses Joe and Jake em 81.º lugar no Reino Unido. Para além disso, são ignorados no resto da Europa.

Vinda do outro lado do mundo, Dami Im está em 5.º lugar na Austrália, 11.º na Finlandia e 17.º na Suécia.

Freddie, da Hungria, conseguiu o top no seu país natal: 1.º lugar na Hungria. Douwe Bob está em n.º 2 na Holanda, Juri Pootsmann em n.º 2 na Estonia, Ira Losco n.º 2 em Malta, ManuElla também n.º 2 na Eslovénia (2 n.º 22 na Sérvia).

Já a búlgara Poli Genova está em n.º 3 no seu país, o lituano Donny Montell em n.º 4 na Lituania e Nina Kralijc, da Croácia, alcança o n.º 4 na Croácia e 6.º na Sérvia.

Um pouco dececionante os tops conquistados pelo russo Sergey Lazarev, vencedor do televoto na Eurovisão 2016: 16.º lugar na Estónia e 33.º na Rússia.


Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: EUROCHARTS, ESCPORTUGAL / Imagem: GOOGLE

7 comentário(s):

  1. Regozijo-me pelo sucesso obtido pelo representante da Suecia,Frans. Talvez um sinal salutar de valorizaçao da musica pela musica no ESC,deixando para tras os efeitos dos numeros de circo e video games.Parabens Frans!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo. Aos poucos tenho gostado mais da canção sueca

      Eliminar
  2. Anónimo14:17

    Nunca pensei que o Sergey estivesse tão mal na Russia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo16:04

      É o que acontece quando a tua canção não vale nada senão pela apresentação visual ... quantos não terão sido as pessoas que votaram no circo du Sergey e nem pararam para ouvir uma canção que soa a 1982 ... é fácil um televotante não ter critérios musicais nenhuns.

      Eliminar
    2. Anónimo16:05

      Parabéns Amir e Frans ... quando a música fala por si o público valoriza de outras formas ... especialmente para o Amir que conseguiu que o público francês se interessasse no seu tema e no próprio album, algo que já não acontecia há anos com outros artistas eurovisivos.

      Eliminar
    3. Anónimo18:35

      Pois a canção russa vendeu melhor que a ucraniana nos días após o concurso...

      Eliminar
  3. Anónimo19:47

    Então e a 'No Degree of Separation'? Também tem estado a marcar pontos...

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top