Mensagem de Augusto Madureira

Na página oficial da participação portuguesa no ESC 2010 no Facebook, Augusto Madureira deixou a seguinte mensagem de agradecimento:

"Acabou! Quero agradecer a todos o apoio que me/nos foi dado! Foi uma experiência fantástica embora o resultado tenha ficado muito aquém do que desejávamos. Se mais não fiz foi porque não pude. Para o ano não faltará quem queira ir a Berlim! Abraço a todos! Obrigado! Augusto"

Na final do Festival Eurovisão da Canção 2010 Portugal classificou-se em 18.º lugar, com 43 pontos, com a canção Há Dias Assim, interpretada por Filipa Azevedo e da autoria de Augusto Madureira.


Fonte: Filipa Azevedo @Facebook /Imagem: Filipa Azevedo @Facebook

18 comentários:

  1. Anónimo13:50

    Este senhor fez um pessimo serviço ao país, e à canção, ao ir dizer mal da RTP para os jornais quando ele já se encontrava em Oslo - mesmo antes da semifinal do ESC. Ele que guardasse esses comentarios para depois da final, e em territorio nacional. Ir lá pra fora lavar roupa suja fica-lhe muito mal. Ele perdeu a razao toda quando disse o que disse antes da semifinal, nao medindo as consequencias desses comentarios no proprio resultado e na reaccao junto dos juris dos outros paises.

    ResponderEliminar
  2. PARTE 1

    NÚMEROS, NÚMEROS E NÚMEROS,
    A VITÓRIA DA LENA,
    A PARTICIPAÇÃO DE PORTUGAL
    E A MINHA MENSAGEM

    Começo por dizer que o propósito deste comentário é de análise pura e dura aos números, o que não invalida o “colorido nato” da palavra “análise” e o vincar das minhas posições aqui no ESCPortugal. Posto isto, passo a desenvolver…

    SALTO PARA O ABISMO DA PERVERSIDADE,
    E O TRIUNFO DA CELEBRIDADE INSTANTÂNEA.

    Os números mostram diferenças pontuais curtas que confirmam uma luta renhida pelos lugares cimeiros, com excepção da Alemanha que à custa da popularidade da Lena ganhou a Eurovisão. Uma espécie de voto POR SIMPATIA do televoto e dos júris teve um efeito arrasador que deu um unânime 1.º lugar à LENA. Foi o exaltar do efémero, o triunfo da CELEBRIDADE INSTANTÂNEA.

    VISTO O VENCEDOR... VEJO PORTUGAL
    PORTUGAL EM 18.º NA FINAL

    Sendo politicamente correcto, diria que o 18.º lugar num ranking de 39 Países é acima de meia tabela e, por isso, é um “LUGAR COM ESTATUTO”. Agora, sendo factual, diria que ficou bem LONGE DO SEU REAL ESTATUTO, devido aos efeitos perversos da postura dos próprios portugueses, das votações dos telespectadores e também, descaradamente, dos júris nacionais.

    PORTUGAL EM 4.º NA SEMI-FINAL

    Na semi-final, com 3 Países no top10, Portugal classifica-se em 4.º lugar, depois da Bélgica (6.ª na final), da Grécia (8.ª) e da Islândia (19.ª) e à frente da Rússia (11.ª).

    A EUROVISÃO RENDE-SE…
    AOS OLHOS DE TODOS, PORTUGAL FICARIA NO TOP5 E, PARA MUITOS, SERIA MESMO O JUSTO VENCEDOR

    ResponderEliminar
  3. PARTE 2

    NÚMEROS, NÚMEROS E NÚMEROS,
    A VITÓRIA DA LENA,
    A PARTICIPAÇÃO DE PORTUGAL
    E A MINHA MENSAGEM

    Os números são bem elucidativos de que, com um 4.º lugar na sua semi-final, todos reconheceram a qualidade da participação portuguesa. As classificações da semi-final são sensivelmente o ESPELHO da qualidade e da performance de todas as actuações, sendo evidente que as forças da popularidade, da linhagem, da vizinhança e da diáspora não tiveram muita expressão. As posições relativas indiciam também um COMPORTAMENTO ÍNTEGRO dos júris nacionais.

    Na final, Portugal classifica-se em 18.º, depois da Bélgica (6.ª na final), Grécia (8.ª), Rússia (11.ª), Sérvia (13.ª), Albânia (16.ª) e Bósnia (17.ª). Ou seja, passa de 4.º para um dos últimos lugares da sua semi-final. Uma condenação ao nível da Islândia, que passa de 3ª entre os da sua semi-final para um dos últimos na final. E valia a pena fazer uma estatística do efeito “Islândia, Filha da Noruega”, comparando o número de “apelos” televisivos para se perceber o crescendo de “power” que Portugal levava e que nem as “cinzas” lançadas e a desavergonhada omissão televisiva “sentenciada” pela NRK conseguiram apagar. Todos viram, nas “reportagens” em tempo de votação, as constantes aparições da “volumosa” Hera e os persistentes grandes planos no ecrã de réplicas de vulcões e fumarolas na Green Room, tanto na semi-final como na final.

    Mantendo o ranking relativo da semi-final Portugal ficava com o 10.º lugar na final, à frente da Rússia (11.ª). E, mesmo admitindo a excepção do absurdo “Mãe Rússia”, ficaria pelo menos em 13.º. E, como a 2.ª semi-final também posicionou alguns “menos bons” no Top 10 devido a efeitos perversos, torna-se imediato que o lugar de Portugal aos olhos de todos era bem dentro do Top10, ali ao pé da Bélgica que ficou em 6.º praticamente com os mesmos pontos do ultra promovido Azerbaijão (5.º).

    A OPORTUNIDADE DESPERDIÇADA

    Se a tudo isto acrescentarmos os efeitos de propaganda a favor e contra, facilmente se percebe que Portugal teve, como nunca, a sua oportunidade para vencer. A favor só o talento posto em cima do palco, de resto quase nada, porque o País não investe em marketing. Contra, tudo, mesmo tudo, até um tão inconcebível quanto perverso apregoar, pelos próprios portugueses, nos meios eurovisivos de que a canção não era a melhor do concurso caseiro, apelando ao castigo.

    Convicto de que dei também o melhor de mim e de que não fiz favor algum (limitei-me a ser português) convido cada um a tirar as suas ilações… Termino repetindo que nós, portugueses, somos de primeiríssimo plano, de facto muito bons em quase tudo aquilo que fazemos, incluindo na Eurovisão, e lamentando profundamente que sejam os próprios portugueses os que menos acreditam no seu engenho e na sua arte. Se não acreditarmos quem vai acreditar?

    EU SOU AFIRMATIVO! EU ACREDITO NO MEU PAÍS!

    Dionísio

    ResponderEliminar
  4. O Augusto, a Filipa e a restante comitiva fizeram um trabalho excelente e, no meu ponto de vista, são motivo de orgulho para Portugal!!
    Infelizmente, o resultado, mais uma vez, não foi aquele que esperávamos, mas essa constatação começa a ser uma tendência, pois, como todos sabemos, os nossos resultados nunca foram, salvo raras excessões, o reflexo claro do nosso valor e das nossas actuações.
    Como Português e amante da Eurovisão desde pequeno custa-me imenso nunca ter comemorado a vitória, mas tenho a plena consciência que a RTP nunca se empenho, como deveria, para que Portugal trouxesse o troféu para casa.
    Na mesma página onde o Augusto deixou a mensagem anterior escrevi o seguinte texto "SOU HONESTO, CUSTOU-ME IMENSO VER A FALTA DE INTELIGÊNCIA E DE SENSIBILIDADE DOS NOSSOS HOMÓLOGOS, MAS, DE FACTO, A FORMA COMO OS PAÍSES ESTRANGEIROS NOS VÊEM NÃO É A MELHOR.
    RECORDO UM EPISÓDIO QUE PRESENCIEI NA BÉLGICA, PAÍS ONDE ESTUDEI DURANTE ALGUM TEMPO. NUMA AULA A PROFESSORA DE INGLÊS PERGUNTOU AOS ALUNOS BELGAS QUE IMAGEM TINHAM DOS PORTUGUESES... DEPOIS DE VÁRIOS MINUTOS A PENSAR A RESPOSTA FOI: SÃO UM POVO SIMPÁTICO, E POR ALI FICÁMOS!!!
    EU SOU ADEPTO INCONDICIONAL DO QUE É PORTUGUÊS E TENHO A CONVICÇÃO QUE UM DIA ALGUÉM CONSIGA AFASTAR A NEBLIMA QUE COBRE PORTUGAL HÁ MUITOS ANOS E, FINALMENTE, SE VAI DECIDIR A REVELAR AO MUNDO O QUE TEMOS DE MAIS BELO... A NOSSA GENTE, AS NOSSAS TRADIÇÕES, O NOSSO PATRIMÓNIO, A NOSSA LÍNGUA, A NOSSA ARQUITECTURA... A NOSSA CULTURA (...)COMO SEI QUE EXISTE PESSOAS MUITO INTELIGENTES E SENSÍVEIS NESTA PÁGINA APELO A TODOS PARA SE UNIREM E DIVULGAREM O QUE É PORTUGAL. SEJA EM VIAGEM DE LAZER, DE NEGÓCIOS... SEJAM EMBAIXADORES DO NOSSO LINDO PAÍS.
    NÃO PODEMOS ACHAR QUE SÓ OS "OUTROS" É QUE TÊM ESSA OBRIGAÇÃO, O PAÍS É NOSSO E SÓ SE INTERNACIONALIZA E SE TORNA RESPEITADO SE AS PESSOAS SE EMPENHAREM!!! ISTO PODE PARECER UM DISCURSO DEMASIADO RÍSPIDO E POUCO APROPRIADO, MAS O RESULTADO QUE NÓS TIVEMOS NA EUROVISÃO É O REFLEXO DE QUE A EUROPA NÃO NOS ENTENTE E NÃO NOS CONHECE, E ISSO É GRAVE. O POUCO TORNA-SE MUITO COM TRABALHO, DEDICAÇÃO E AFINCO. OBRIGADO!!!"
    Para o ano cá estaremos a acompanhar, mais uma vez, Portugal ;P
    Continuação de bom trabalho ;P
    DSR

    ResponderEliminar
  5. @DSR

    NÃO PODIA VIR UM COMENTÁRIO MAIS APROPRIADO A SEGUIR À ANÁLISE NUMÉRICA PARTES 1 E 2.

    OBRIGADO TAMBÉM.

    ResponderEliminar
  6. Anónimo15:00

    Seleccao interna. Defendo isto há anos. Convidem um artista ou grupo de renome e façam um festival apenas com esse artista e 3 ou 4 canções para o publico escolher. O festival da cançao cheira a mofo e ninguem leva a serio

    ResponderEliminar
  7. @Anónimo 3:00 PM

    FALANDO DE SISTEMAS…

    EU DEFENDO UM NOVO PROCESSO DE VOTAÇÃO/AVALIAÇÃO NA EUROVISÃO.

    TODAS AS CANÇÕES SÃO PONTUADAS, COMEÇANDO COM UM PONTO PARA A PIOR, E NESTE CASO TERMINANDO COM 38 PARA A MELHOR. NINGUÉM LEVA ZERO... E TODOS OS PAÍSES FAZEM UM RANKING.

    SÓ COM TELEVOTO, SEM JURÍS, E SEM PONTOS PARA O PAÍS DE ORIGEM.

    ESBATE OS EFEITOS PERVERSOS E GARANTE A VITÓRIA AO MELHOR OU PELO MENOS AO MAIS DESEJADO.

    NA VERDADE PÕE CADA UM NO SEU JUSTO LUGAR DO RANKING.

    EM 2010 NÃO TIRAVA A VITÓRIA À ALEMANHA, MAS ACERTAVA O RANKING.

    ResponderEliminar
  8. Patricia18:53

    Os 2B ñ foram escolhidos Internamente???Ao menos foi o que ouvi disser...posso estar enganada...

    ResponderEliminar
  9. Anónimo19:36

    Discordo do primeiro comentário. Acho que foi ele ter falado que ajudou a que a RTP desse algumas abébias, deixando ao menos a Filipa escolher o vestido, que é da Veste Couture ( a mesma loja onde ela escolheu o vestido do FC) e o Augusto ter uma palavra a dizer em relação ao trabalho das câmeras, que foi excelente.

    Se ele não tivesse falado, a RTP continuava a ser ditadora total.

    Espero entretanto que ele fale mais do que aconteceu lá em Oslo.

    Mafalda Branco

    ResponderEliminar
  10. Desta vez não está enganada, Patricia. Os 2B, tal como a Rita Guerra (e muito antes o Carlos do Carmo) foram escolhidos por selecção interna.

    ResponderEliminar
  11. Anónimo23:29

    É tipico os nossos "compositores" desculparem os proprios erros na RTP. É mais facil dizer mal dos outros do que tentarmos fazer mais e melhor. Ou será que o Madureira achava que a sua cancao era uma obra prima? Um festival ganha-se com boas e originais cançoes e nao graças a vestidinhos e trabalho de camara! santa ignorancia. A Lena ganhou graças a sua simplicidade e sonoridade actual e moderna.

    ResponderEliminar
  12. Quem sabe se a Lena ganhou por andar de satélite, em órbita, com a pedra que o Alexander Rybak lhe deu?

    ResponderEliminar
  13. Anónimo01:02

    Anónimo das 11.29:

    Não achas estranho que todos se queixem do mesmo?? Se a RTP não os deixa ter uma palavra a dizer na encenação, nem em nada, parece-me lógico que se queixem.

    Não penso que ele se desculpou. Aliás, não há nada para desculpar.

    Já a Evelyne no seu facebook se queixava que a RTP não a deixava pôr em práctica nenhuma das suas ideias, mesmo antes de ser o festival...

    ResponderEliminar
  14. Anónimo21:19

    Anónimo das 1:02: Nao achas estranho nunca um compositor ter apresentado uma camçao cvom possibilidades ganhadoras? Não é a RTP que faz as canções, mas sim os compositores/produtores

    ResponderEliminar
  15. E, mais estranho é que, na Eurovisão, quase todos se lembram de Dulce Pontes com "Lusitana Paixão" ou de Vânia com "Senhora do Mar" (muito mal classificados) e não se lembram de muitos dos vencedores do ESC… Isto para não falar de outras participações altamente meritórias que Portugal já teve no ESC.

    E, mais, tenho a certeza que ninguém esquecerá a jovem e talentosa Filipa de Portugal. "Há dias assim", em que o talento marca a diferença e se torna imortal.

    Deixo a questão: Será que alguém se lembrará da Lena e do seu “Satellite” daqui a 5 anos?

    ResponderEliminar
  16. Anónimo14:03

    Quem é que se lembra da Vânia? os fans, e apenas os fans

    ResponderEliminar
  17. Anónimo15:56

    Acho muita PIADA a alguns comentários... Dizer que o Augusto Madureira deveria ter deixado as críticas para o final do certame É FÁCIL... DIFÍCIL É, calculo, ESTAR NA PELE... MENSAGEM ESSENCIAL: "A RTP NÃO QUER, «N» «Ã» «O» «Q» «U» «E» «R», GANHAR O ESC. SIMPLES.

    ResponderEliminar
  18. Anónimo15:34

    Desculpa mas este senhor nao fez nada
    depois do mal resultado vai-se queixar por causa da RTP
    Ja era normal que Portugal com esta musica nunca ia ganhar
    o Juri portugues foi mesmo injusto...eu nunca o vi como bom autor e nunca vou o ver
    ainda bem que ele nao vai participar para o ano, ja chega de criticas
    a Europa gostava de ver a Catarina...ela sim tinha um bom lugar. e podia ficar sim entre os 5 melhores...ela agora ja ganhou 2 premios
    isso que dizer...que sempre gostaram dela....os Portugueses tn queriam a catarina no ESC 2010..e o Juri nojento catigaran-na...isso ´e mesmo mau...para nos e para o Esc...emfim depois mandam uma Filipa com uma Balada...acham que aquilo um dia ia ganhar? Pessimo

    ResponderEliminar